Cantuquiriguaçu
 
Condetec
 
Municípios
Em nota oficial prefeito Odir Gotardo fala sobre os bloqueios da 170 e da 459 que pedem soluções para as questões fundiárias em Pinhão.


 Estamos acompanhando com muita apreensão a tensa situação criada com o bloqueio de estradas na região do Pinhão. Partimos do princípio que a barbaridade praticada no processo de reintegração e o temor de novas desocupações violentas como foram aquelas, constituem os elementos que deram origem às mobilizações. Compreendemos que os bloqueios criam transtornos a todos, inclusive despertando reações intensas de setores que são prejudicados. Acompanhamos ontem todo o processo de negociação entre a coordenação das mobilizações e o INCRA. Desde as primeiras horas do dia mantivemos contato permanente com deputados, autoridades do governo do Estado e principalmente INCRA, ponderando  a urgência de solução. Ficamos muito frustrados quando no final da tarde o superintendente do INCRA compareceu ao local sem uma proposta clara, principalmente não apresentando garantia de intervenção no sentido de solver o conflito.

   Foi apresentada pelos manifestantes uma pauta que contém resumidamente os seguintes pontos:

  1. Garantia do INCRA em realocar com urgência as famílias no imóvel Alecrim de onde foram brutalmente despejadas;
  2. Suspensão até o final de 2018 de todas as reintegrações de posse previstas nos imóveis de conflito com a Empresa Zattar.
  3. Concretizar o processo de disponibilização de áreas já ofertadas pela Zattar a fim de que sejam assentadas as famílias afetadas pelo conflito fundiário em Pinhão.
  4. Imediata criação de grupo de trabalho composto por INCRA, Governo do Estado, ITCG e Município do Pinhão para elaboração de projeto de assentamento.
  5. Por fim, que um termo de compromisso fosse firmado por representantes de autoridades do Governo do Estado do Paraná, INCRA estadual e nacional, bem como endossado pelo Ministério Público Estadual e Federal, autoridades ecumênicas e do Governo Municipal.

   Inobstante o superintendente tenha considerado possível o atendimento à pauta apresentada, não levou nenhum documento que pudesse formalizar este compromisso o que resultou na recusa dos manifestantes em desocupar a rodovia até a formalização do documento.

   Penso que a formalização deste compromisso não justifica demora. Redigir o documento e colher as assinaturas poderá ocorrer rapidamente.  A solução deverá ser imediata.

   Isso evita a continuidade do bloqueio e as consequências negativas de sua permanência.

    Nossa expectativa é que o INCRA e o Governo do Estado firmem o compromisso imediatamente para atender os manifestantes, e evitar prejuízos a toda região que necessita das vias de acesso para locomoção e circulação de mercadorias e produtos.   

    Tudo aquilo que estiver ao nosso alcance continuará sendo feito para chegarmos a solução do problema.

Aguardamos ansiosos.

Pinhão, 08 de dezembro de 2017.

Odir Antonio Gotardo – Prefeito de Pinhão.

Prefeitos da Cantu
Cantuquiriguaçu - Rua 7 de Setembro, 2160 - Laranjeiras do Sul, PR
Fone: (42) 3635 1854